sexta-feira, 29 de outubro de 2010

Um mimo sem valor


- Ah! Se brilhassem palavras como estrelas. Se juntando adjetivo, substantivo e verbo entrelaçássemos as mãos.
Se tua alegria despertasse com o ouvido. Se tua vida se completasse com meus versos.
Se não fosse eu um pobre poeta, e não fosses tu, a inspiração para infinitos desejos.
Se tu não tivesses o mundo aos teus pés, e eu não sonhasse tanto na saudade.
Poderíamos transfigurar o universo num lugar mais seguro para nossos sonhos.

Leometáfora