quinta-feira, 21 de outubro de 2010

ORAÇÃO DO POETA (Victtoria Rossini)



Que nós e o universo de que fazemos parte
Estejamos sempre em conexão.
Para podermos sentir, ouvir e descrever
Toda grandiosidade da vida
E a beleza que existe dentro da toda a criação.

Que nunca nos falte a inspiração.
Que saibamos nos equilibrar
Entre razão e emoção.

Que a dureza do mundo
Não faça empedernir nosso coração.

Que nosso excesso de sensibilidade
Nunca se transforme em desespero.

Que nosso romantismo
Não nos transforme em idiotas.

Que nossa vontade de inovar
Não nos cegue para beleza do comum.

Que saibamos usar a poesia
Para melhorar o mundo
E olhar a tudo e a todos com olhos de amor.

Que nunca nos falte a coragem e a dignidade
Para pensar, falar, ousar e agir
A favor daqueles, que não tem voz.

Que não tenhamos medo da verdade, nem da crítica
Ao mostrarmos a nossa alma e nossas idéias
Em qualquer composição.

Porque nós poderemos partir um dia,
Mas aquilo que semearmos
De bom na alma dos homens
Viverá para sempre.

Obrigada universo!
Por eu ter nascido sensível
A ponto de me tornar poeta!