sábado, 30 de outubro de 2010

O amor é a raiva

A raiva embota o amor ou o amor não deixa ver a razão da raiva?
será que os olhos fascinados não enxergam o erro em sua frente
será que a raiva não apaga a chama da paixão intensa?
Deixo aqui a questão, você que resolva...pensa
O amor é cego ou nos cega, nos guia ou nos faz perder
Por vielas e becos que  confundem nossos sentidos
Terra sem donos mas de solo rico, frutifica
mas quando seca, desértica..sangrando a será fica
E a raiva não seria amiga da razão, mostrando ser tudo ilusão
Que tudo seria a estrada para o Mágico de Oz
ou apenas um conto de fada mal contado
queremos princesas e príncipes ao nosso lado
Mas na vida, aqui na realidade doida
As vezes alegre ora sofrida
o amor enfrenta barreiras dia a dia
Não há palavras nem poesia que explica
esta infinita e que da diferença, equação
ou ouvimos nossa mente...ou nosso coração

Gilson costa