sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Enquanto encanto...desencanto

Enquanto encanto
Seus olhos eram estrelas
Luz a cegar minha alma
Enquanto encanto
Tua intensidade
Era minha calma...

Enquanto encanto
Tua boca era um sonho
Lábios que ardentemente
Eu desejava
Enquanto encanto
Ante teus beijos
Toda minha vontade
Se calava...

Enquanto encanto
Sua ausência me sufocava
Tempo que não passava
E a distancia era feroz
Enquanto encanto
Quanto mais sem você
Eu ficava
Minha poesia se embriagava
E minha alma ficava sem voz...

Enquanto encanto
O amor me encantava
Tema dos meus sonhos
Que sonhava
E meu mundo alimentava
Esta doce ilusão
Enquanto encanto
Nosso castelo desmoronava
Não vivi, apenas sonhava
E meu ser...ficou sem chão

Enquanto desencanto
Caminho com a solidão

Gilson Costa