terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

Algumas coisas insistem...

Algumas folhas insistem em não caírem,
Alguns outonos insistem em não passarem
E alguns invernos insistem em permanecerem.

Alguns olhares insistem em se perderem
Alguns beijos insistem em deixarem seu sabor
E algumas lágrimas insistem em cair.

Algumas estradas insistem em levarem a nada
Alguns passos insistem a caminharem para o precipício
E alguns atalhos insistem em serem armadilhas.

Algumas flores insistem em não morrerem
Algumas dores insistem em insistirem
E alguns amores... Bom... Alguns amores...

Gilson Costa

domingo, 26 de fevereiro de 2012

Amor não é uma questão de sorte


Não, não é apenas questão de sorte,

Uns nascem com atitude,
Outros não
Uns nascem com medo,
Outros não
Uns nascem acreditando em si
Outros não,

O amor floresce
Nas mais áridas paisagens,
E permanece mesmo contrariado
Se for habilmente adubado...

A dádiva divina é
Pra que faz acontecer,
Que vai atrás e não espera mais
Que luta em busca de sua paz
Quem fica a espere de melhores ventos
Dias de contentamento
Corre o risco de velejar
Numa onda de lágrimas, um mar!

As histórias são pra ser vividas
E não apenas contadas, cantadas
Declamadas em versos ou apenas lidas.
São para ser escritas no ato
A cada beijo, a cada fato,
Seja na boa ventura ou nos obstáculos
Mas ali, na hora ao fazer dela poema
Não são para serem apenas temas

Sonhos são a base para ações, atitudes
E sem ações são apenas castelos de areias
São apenas momentos que se não se vive na vida
Apenas em pensamentos...
E como viver uma história
Com contornos de fabula,
De lenda e de fantasia,
Se difícil e nada doce é para o amor,
A rotina...

E quando a ferida é exposta
De lutas entre si e tanta batalhas
O amor não veste camisola de seda,
Mas esta a caminho de por a mortalha...

Ai se perde tudo o que se tem
Ou acha que tem, perde-se o rumo
O prumo, todo o seu norte...

Mas isso... Não é apenas
Uma questão de sorte!!!


Gilson Costa

Limitando-me

Limitado em meus verbos
impondo limite aos meus versos,
poderia ser dia e noite do mundo,
mas limitei-me em ser
apenas "um segundo"

Gilson Costa

CONTRADIÇÃO



FALO
VOCÊ ESCUTA
MAS NÃO ME ENTENDE,
MOSTRO-ME
VOCÊ ME OLHA
MAS NÃO ME VÊ,
NÃO ME ESCUTA
OU NÃO QUER ME ENTENDER..
CANTO
PARA VOCÊ
MAS NÃO ENTENDE
MINHA MELODIA,
DESFAZ-SE ASSIM
TODA MINHA POESIA.
DESFAZ-SE
DE MINHA PESSOA
ANULANDO-A NUMA BOA
FAÇO DE TUDO
PARA VOCÊ ME VER
MAS PAREÇO NEM EXISTIR
PARA O SEU SER


GILSON COSTA

Compondo o Amor...





Pegou a palavra "Amor",
rimou, musicou, cantou
dançou ao som lirico
dos versos,
espalhou palavras pelo vento.
fez a festa com a palavra,
mas não viveu o "Amor"...


Pegou a palavra "Amor"
Desenhou, versou
encheu folhas e folhas de papel
pintou entre o mar e o céu
tornando tudo tão leve,
formulou ate uma tese,
mas não viveu o "Amor"


Pegou a palavra "Amor",
deu novos adjetivos
sentimentais e precisos,
colocando-a numa redoma
colocou-se também
para afastar a dor
mas não viveu o "Amor"


Gilson Costa

Nossa equação nada perfeita!


Ela numero inteiro,
ele uma fração racional,
equações que não batiam
soma com resultado: subtração,
Ela queria muito mais
ele não queria ser divisão,
eis o X da questão!!!

nossas operaçõs- complexas
quer elipse, quer convexa
trigonometria matemática
nossa relação, confusa,
nada prática...

Gilson Costa

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

Deixei de fazer tanta coisa nesta vida...

Talvez nesta vida, as nossas bocas pouco se cruzaram
E nossos beijos não foram suficientes para calar
Nosso desejo.
Talvez nesta vida nossos abraços não foram tão apertados
E assim fizeram que um se afastasse do outro.
Talvez nesta vida nosso amor chegou tarde demais
E nossos corações, já cheio de cicatrizes não souberam
Aproveitar desta dádiva...
Talvez nesta vida...
Por que na outra espero recuperar este tempo perdido
E ter você pra mim... Tenho a eternidade toda pra isso!

Gilson Costa

Uma dose do teu veneno...(é o que me falta)


Quero uma dose do seu mais forte veneno,
Que ele espalhe pelo meu corpo
Tomando lugar do meu sangue,
Que em mim só tenha você

E quando meu corpo viciado pelo teu
Demonstrar o quanto precisa de ti
meu vicio, vera meus arrepios, mas
Por favor me de uma dose grande
Do teu veneno

Vem polui minha mente de imdecorosos
pensamentos; arrasta minha alma
para teu desejo, arranha meu corpo
com tua luxuria, mas, por favor,
dai-me uma dose extra do teu veneno,

Que escorra, que penetre e inunde
Que eu me afogue em tua doce boca
E perca a respiração em teus lábios
E que renasça a cada abraço seu
Sua vontade o meu desejo, mas imploro
Dei-me uma overdose do teu veneno

Que eu me perca em ti em pecados
Que em tua redenção encontre minha virtude
Que meu corpo desfragmente-se em mil pedaços
Só para depois formar-se de novo
Na esperança de ter o elixir do teu veneno
Veneno que me da vida...

Gilson Costa

Uma gota, um copo, um cálice.
Uma garrafa, um tonel, um mar.
desde que seja o teu veneno...
qualquer quantidade me basta! 

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

Ler poesia... Escrever poesia!




"Admiro como letras após letra, 
palavras após palavras que formam um texto,
tem o poder mágico de nos fazer viajar em sentimentos e emoções...
Por mais que se leia, textos e textos, 
cada um tem seu significado único, 
o milagre da multiplicação das palavras em sentimentos, 
onde quem lê, interpreta a sua maneira,
com o sentimento que aquelas palavras são capazes de lhe despertar...
Abençoados sejam vocês poetas que capazes de montar esse quebra cabeça
de letras transformam-as nas mais belas expressões de sentimentos .




Nos "poetas",
Não montamos quebra-cabeças e somos tão abençoados 
quanto todos os outros seres humanos,
nossa sorte é que estas mesmas palavras
que a fascinam, usam de nosso corpo,
de nossas mãos para vir ao mundo.
Letra por letra, palavra por palavra,
as vezes é como um entardecer calmo e bonito,
onde o dia da lugar a noite gentilmente,
as vezes é como tempestade súbita
quando vemos esta lá a poesia,
uma reunião de palavras, que a principio
não tem nexo ou tem outro sentido,
mas quem lê tem uma alma diferente da nossa
e enxerga aquilo que necessita ver,
Não, nada temos de especiais
apenas somos uma ponte entre a sua alma
e um universo de poesias que estão por ai,
prontas ou para nascerem...

Gilson Costa

Algumas saudades valem a pena cultivar.



Aquelas que nos abraçam em momentos difíceis ou não,
aquelas doces, carinhosas...
Tem as saudades amargas, mas estas, que doi
e machucam...deixamos-as pra lá.
Enfim, ha saudades que fazem bem,
saudades de detalhes pequenos, amenos,
nada grandioso, planejado, mas vivido
Costumamos nos agarrarmos nas saudades
de momentos intensos, mas são os outros
momentos que deixam marcas profundas.
Um sorriso, uma conversa, um local,
na hora nem damos valor ao instante, porque
é somente um instante, mas depois este mesmo instante volta,
la estamos nos suspirando no meio da rua
ou coma quele sorriso idiota na cara...

Tudo isso me leva a pensar que se preocupássemos
menos em viver as intensidades e vivêssemos o instante,
quem sabe seriamos mais felizes.

Em vez de buscarmos a beleza da Lua quem sabe admirar no brilho fugaz 
de uma estrela...

E há pessoas que tem o dom especial de nos proporcionar instantes únicos,
que depois tornam-se intensos em suas saudades. E são estas saudades que 
chegam que nem ondas e que fazem acreditar que a vida sempre vale a pena e que
somos melhores e maiores do que nossas dificuldades...

Saudades...

Gilson Costa

amo-te


amo-te não como em um conto de fadas,
amo-te a cada noite,dia e madrugada
amo-te da forma sincera e não fingida
amo-te a cada minuto da minha vida
 
amo-te e a esta amor que eu chamo
amo-te muito e a ti eu clamo
amo-te e desse amor eu sinto fome
amo-te e não canso de dizer teu nome
 
amo-te de forma madura e infantil
amo-te jovialmente ou de forma senil
amo-te incondicionalmente
amo-te na vida real e virtualmente
 
amo-te a cada pedaço de ti que esta em mim
amo-te mais do que amo a mim
amo-te e te amo de verdade
amo-te e te amarei por minha eternidade
 
te amo

terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

O tempo não para.



Cazuza estava certo. O tempo não para. O tempo arrasta. O tempo devora. O tempo sufoca. O tempo agride. Mas o tempo também aumenta a saudade. O tempo não espera. O tempo tem pressa. O tempo transforma. O tempo melhora. Ou piora também. O tempo ensina. O tempo é impaciente. O tempo corre por si só. O tempo não planeja ninguém. O tempo amadurece. O tempo cresce. O tempo dói… mas cura também. O tempo supera. O tempo esquece. O tempo vai… mas não volta. O tempo não fica. O tempo sempre está de passagem. O tempo é ciência. O tempo é mistério. O tempo pode ser divertido, mas também pode ser tédio. O tempo é eterno. O tempo é indecifrável. O tempo é virtude. O tempo é maldade. O tempo passa. A vida acontece. Mas a gente… a gente permanece.
Descuidada 

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

A teoria do tudo


 
Todas as forças em uma só contida
Einsten e sua Teoria inacabada,
aplicada estas grandezas em nossa vida
teremos nossa Teoria definitiva
 
Gravito em torno do teu ser
que fornece energia para eu viver
Sentimento atomino que dilacera
a força fraca que me supera
 
E juntando esta equação
busca-se a explicação
para o inicio da criação
 
E voce , toda minha essencia
nada de teorias, nem experiencia
o meu amor por ti...não é caso de ciência

Gilson Costa

Em você vi Poesia

Em seu sorriso

Em  seu olhar
Em sua alegria,
Em você eu vi poesia
; na sua vida
Em sua alma
seja de noite , seja dia 

Em você eu vi poesia
e a cada parte do teu ser
que aos poucos eu conheci
 eu via a poesia
e não era de tristeza
e nem de dor
poesia que falava de amor
que falava sobre a verdade 
poesia de tua luminosidade

Gilson Costa

domingo, 12 de fevereiro de 2012

Quero ser os seus versos



Quero ser os seus versos
sua mais louca poesia
sua métrica, incerta e louca
as palavras na voz rouca
seu desconcerto, sua rima....



Posso levar o tempo da criação
desde que esteja me deliciando
neste corpo que é minha perdição
Nos braços da mulher que amo!!!

Começarei com um abraço apertado,
a te aconchegar em nosso ninho
agora onde os beijos serão dados???
em teu corpo todinho.

...A paz invadiu o meu coração
der epente me encheu de paz...
como se um vento de um tufão
arrancasse os meus pés do chão
onde já não me prendo mais!

Tenho todo o tempo do universo
pra te fazer entender
uma única coisa te peço:
deixa em teu corpo me perder



Só se for hoje, só se for agora.
Te farei entender a essência
dessas minhas reticências
num beijo ou no meu toque
deixa que minha pessoa te provoque
não resista e se renda
quem sabe assim você entenda!

São as palavras que não saem, as poesias que não rimam, são as lágrimas que caem pela tua falta aqui comigo!
São as noites más dormidas, os sonhos não realizados, as verdades não ditas, o espaço vazio ao lado.

é o teu excesso em minha existência, em cada poro, em cada canto! É você no meu DNA, na minha essência, minha eterna reticência ...

Deixa que eu te provoque
com meus beijos, com meu toque
não fuja, se renda
quem sabe assim entenda...

Só assim trocando o lápis e o caderno
por beijos e abraços
poderei te surpreender
e assim te fazer entender 
QUE VOCÊ É MEU UNIVERSO (...)

e pra finalizar meu verso 
trocando as reticências por ponto
Onde é então, meu universo
Que hoje a noite te encontro???

A gente tem uma sintonia
que faz comuns nossos desejos
me dá teus beijos, me toca fazendo sinfonia
Ops!!! La vem nascendo outra poesia!!!

E se é sublime nossos corpos 
olhos, lábios a se encontrar
me deixa ser divina poetisa
deixa eu te rimar!!! 

Gilson Costa...

Nem tudo é fácil

É difícil fazer alguém feliz, assim como é fácil fazer triste. 
É difícil dizer eu te amo, assim como é fácil não dizer nada
É difícil valorizar um amor, assim como é fácil perdê-lo para sempre.
É difícil agradecer pelo dia de hoje, assim como é fácil viver mais um dia. 
É difícil enxergar o que a vida traz de bom, assim como é fácil fechar os olhos e atravessar a rua. 
É difícil se convencer de que se é feliz, assim como é fácil achar que sempre falta algo. 
É difícil fazer alguém sorrir, assim como é fácil fazer chorar. 
É difícil colocar-se no lugar de alguém, assim como é fácil olhar para o próprio umbigo. 
Se você errou, peça desculpas… 
É difícil pedir perdão? Mas quem disse que é fácil ser perdoado? 
Se alguém errou com você, perdoa-o… 
É difícil perdoar? Mas quem disse que é fácil se arrepender? 
Se você sente algo, diga… 
É difícil se abrir? Mas quem disse que é fácil encontrar 
alguém que queira escutar? 
Se alguém reclama de você, ouça… 
É difícil ouvir certas coisas? Mas quem disse que é fácil ouvir você?
Se alguém te ama, ame-o…
É difícil entregar-se? Mas quem disse que é fácil ser feliz? 
Nem tudo é fácil na vida…Mas, com certeza, nada é impossível 
Precisamos acreditar, ter fé e lutar 
para que não apenas sonhemos, Mas também tornemos todos esses desejos, 
realidade!!!

Cecília Meireles

segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012

Instante!


Amanhã é algo tão perto e tão distante,
Por que me preocupar com ele
Se na esquina seguinte vive o instante...

E o que eu quero será meu com certeza
Se me for de direito, se pra esta combinação
Eu ser perfeito, então porque tristeza...

Por que e pra que, se tudo acontece
Quando tem que acontecer...

Amanhã é algo tão presente,
Mas que tem “o hoje”, como semente,
E digo a famosa verdade
Quem semeia vento, colhe tempestade.

Então sem alarde
O tempo cura feridas, ameniza saudades

Gilson Costa

EU E VOCÊ



Eu, pronome reto
primeira pessoa do singular.
Você
pronome de tratamento, 
meu par?


Meu...
pronome possessivo
sugestivo
mas que não depende
somente de mim!
Sua vida
é sua, na terceira pessoa,
só você pode dizer que sim.


Este amor...
demonstrativo que é pronome
sem falar nos verbos no infinitivo,
chamar, eu chamo a noite, teu nome. 
Que pra mim é definitivo.


Seu pronome pessoal,
sua pontuação, sua crase.
é o que me falta
para completar a minha frase...

Gilson Costa

" SENHORA "

Quem é essa senhora 
De andar suave – cheio de prudência
Elevado e cálido porte feminino
Que conseguiu roubar minha inocência?
Quem é essa senhora
Com vários queixumes a espalhar
Despertando sentimentos vários
Que intui mistérios a desvendar? 
Quem é essa senhora
Puros lábios - rosas carmesim
Bem vestida-  perfumada
Que não caminha pra mim?
Quem é essa senhora
Dona dos meus desejos
Solveu metade de minh'alma
Infinito sonho de todos meus beijos? 
Quem é essa senhora
Que fez de mim um fiel sonhador
Minha febre de apaixonado
Só vai curar-se com seu amor?
Quem é essa senhora
Meu mal...meu bem quer
Digo em murmúrio aos seus ouvidos
É você meu amor -  única mulher! 


Fred Costa...

Sou...sempre serei!



Sou sua vida
quer me queira ou não,
sou teu caminho
mesmo sozinho
terá que que me percorrer 
não adianta fugir
não adianta correr,
pois você sou eu e eu sou você.

Sou sua tristeza e alegria
sou sua noite, sou seu dia
sou seu frio, sou seu calor,
sou seu acalanto, sou sua dor.
sou sua casa cheia, sua cama vazia 
sou sua vida..

Sou o teu corpo e sua alma
sua briga interna e tua calma
sou o teu certo e o seu errado
sua virtude, seu pecado
teu presente e teu passado
sou o teu sobrenome
a chame que te consome 
sou teu menino, teu homem...

E quando olhar para trás
irá me querer mais
porque sou tua guerra
sou tua paz


O vento nos traz e levas lembranças, pessoas, fatos...alguns insistem em não partir mais , pois fundem-se a nossa alma...

Gilson Costa

domingo, 5 de fevereiro de 2012

Palavras são apenas palavras



Palavras...
as vezes, são apenas palavras
Atitudes e gestos...são gestos,
isso sim é ação.
O resto é caminho que ficou para trás,
é a alma que busca a paz
e a verdade que não morre mais...

Promessa é vento que se vai
e vira tempestade
a chuva que cai
morre-se cada dia
sempre um pouco mais
e a cada ressurreição
o coração
já não mareja...
Duro feito pedra.!

Quem nem a água mais mole
engole
e não se mistura
nem com a água mais pura
E o tempo
que passa
não ameniza as nevascas
e assim vai-se tecendo
de erros e enganos
o temido medo

Palavras são apenas palavras
sem comprometimento
infundadas, lindas vazias
que com o tempo
tornam-se mentiras
tornam-se saudades
daquilo que um dia
já foi a pura verdade...

Gilson Costa