segunda-feira, 26 de março de 2012

I love you...



I nsandecido!!!


L ouço, desvairado.
O sentimento que
V arre meu ser...
E onde esta você?

Y ng e yang, meu universo.
O saudosismo anseia, não estas por perto.
U m dia, ira florir no meu deserto?

I ntenso  é o que sinto

L eviandade? Não sei, não minto
O meu amor por você
V iaja em cada célula do meu ser
E grita a todos: Quero você, meu bem querer!


Gilson  Costa

Sua medida exata




Não sou seu excesso
Excesso... Nos mata
Sou tudo que precisa
Sua medida exata

Veneno que não tem cura
Do teu rio, sua cascata.
Sou sua razão, sua loucura.
Tudo na medida exata

Sou sua forte paixão
Aquilo que te arrebata
O pulsar de seu coração
Sua medida exata

Da tua guerra, sou fragata.
Do teu país, diplomata.
Seu remédio homeopata
Tudo na medida exata

Seu caminho, sua passeata.
Sei que não sou sua errata
Sou aquilo que te arrebata
Sou tua medida exata

Nem mais nem menos
Sou sim...
Aquilo que precisas de mim...


Gilson costa

domingo, 25 de março de 2012

Mas quem disse que estou sozinho


Mas quem disse que estou sozinho
Olhe ao redor ando bem acompanhado
Perceba que ao longo do meu caminho
Vivo cercado e respirando a poesia

Nas esquinas que passo numa boa
Trago: Quintana, Vinicius e Pessoa,
E quando penso em perder a esperança
Falo com elas, Clarice e Florbela Espanca.

E quando a vida parece estar dura
Peço conselho ao Pablo Neruda
E buço então minhas respostas

Mas não são apenas imortais que matam minha fome
Ando com pessoas, ainda sem renome.
Adoro a companhia de Gilson Costa.

Suas loucuras e os seus desatinos
Ai..quem disse que estou sozinho?

Gilson Costa

E porque não das minhas palavras?



E porque não das minhas palavras
E porque dos outros vários rumores,
As minhas andam meio vagas
Repletas de dissabores.

E porque de outros poetas
Tratando de meus sentimentos
E não eu de forma direta
Escrevendo meus contratempos.

E porque não minhas palavras?
Que de mim, andam fugindo,
Afundaram em minhas chagas
E do meu ser, vão fugindo.

E porque não minhas palavras?
Porque dessa dura resistência,
Obstáculos em minha saga
Traduzem minha incompetência.

E porque então de outras vozes
Falando saudades, desejos... Paixão,
Uns versos amenos, outros ferozes,
Vindo diretos do meu coração.

Gilson Costa

Tocando corpo, alma e coração.


Beijou-me
Uma entrega total
Lábios em profunda união
Momento inesquecível
Tocando corpo, alma e coração.

Fechou os olhos
Sem querer saber do mundo
Para a incerteza disse não
O tempo parou
Tocando corpo, alma e coração.

E por um instante foi minha
Reinou absoluta em meu leito
Sem regra e nem condição
Foi soberana rainha
Tocando corpo, alma e coração.

E senti todo teu corpo
Teu corpo tremia em minha mão
Cada pedaço seu
Explorei com muita paixão
Tocando seu corpo, alma e coração.

Gilson Costa

Minha leitura preferida.


Era apenas uma garoa
Que de repente virou tempestade,
Inundando-me
Adubando solo árido
Dando vida nova a plantação
Sementes que pensei
Não brotar mais no coração

Era apenas uma brisa
Virou em mim, vendaval.
Arrastando tudo de mal
Trazendo novos ares
Fazendo minha alma
Velejar pelos teus mares

Era apenas um ponto
Tornou-se, em mim redação.
Meu livro, epopéia.
Subjugando historia velha
Fazendo se meu Best seller
Minha Odisséia

Gilson Costa 

Diga que me amas...


É a mim que desejas e queres,
mas por ser formosa entra as mulheres
mais de um coração também te pleiteia
mais de uma alma, seu olhar incendeia


Eternizo sim o que eu sinto
para que no futuro quem ler,
Vera que hoje eu não minto
 No que diz respeito ao meu bem querer

Romeu não? Nunca disse isso
mas este amor que virou feitiço
uma lenda, de personagens, cheia
paz e ciúmes para minha veia

acorrentado sim e por que eu quero
 estar preso a este amor, isto é vero
na tua frente falta-me ajoelhar
 para você perceber este meu amar

e não é só de lagrimas que vivo
minha escrita é seu amor que respiro
sim bate triste o coração no meu peito
quando ausente tu estas do meu leito

Se sabe de cada vontade e desejo que possuo
dos ciúmes que tento, mas não destruo
da paixão que mantém acesa esta chama
então diga aos outros.. Que me ama! 

Gilson Costa

Despoetizando



A lua surgiu em um Céu frio,
A vida perdeu-se na curva do rio
A noite virou meu desafio

Vou deixar as palavras me afogar
Poesias sem rimas... Criar
E pela estrada caminhar

Do que vale meu olhar...
Que não tem para onde olhar

Vou despoetizar

Respirar este impuro ar
Andar sem rumo para chegar

As estrelas já não irão brilhar
Frutos não irão brotar

Vou-me despoetizar

Deixar para trás coisas a falar
Sair da guerra com o coração a sangrar
Vou deixar as palavras me afogar
Saudades não vai me matar
Mas também não há nada
Que faça esta dor passar

Vou despoetizar...

Juntar meus pedaços, tentar me colar

Gilson Costa

Um único motivo: Você!


Mil motivos parar sair
Procurando outro caminho,
Tentar...
Todos fúteis, todos tolos
Todos fracos
Perante o único motivo
Que tenho para ficar....

Teu olhar no meu olhar
Mais intenso que qualquer tempestade
Teus lábios nos meus
Afoga qualquer dor da saudade

Mil motivos para o fim
Para parar, desviar, mudar.
Todos insignificantes
Perante o motivo
Que tenho para ficar

Meu corpo já não vive
Sem o teu,
Minha alma e coração estão ai
Em teu sorriso me encontrei
E ao te encontrar , me perdi

E ao me perder em teus braços
Ao descansar meus cansaços
E tentar notar algum prejuízo
Sim... Existem mil motivos
Que fariam  deixar você
Mas existe um mais forte...
Não sei viver sem você
Em meio a distancia e dor
Ainda existe o amor

E enquanto existir
Eu resisto, insisto.
Sei que o mundo não gosta
Mas esta é a minha aposta
e se há motivo para ir
Há um grande motivo
Para não sair daqui...


Você...

GILSON COSTA

Bendita sua presença em minha vida


Bendita sua presença em minha vida
Abençoada seja você, minha querida.
Busco-te para acalmar meus desejos
Quero-te entre mil abraços e beijos

Meu corpo anseia e clama pelo seu
Minha alma é tua escrava, amor meu.
Da tua paixão sou seu réu
Anjo poeta louco a voar pelo Céu

E sem você o que seria
Em plena vida, morreria,
Sem conseguir matar minha fome
Hoje a saudade já me consome

Mas mesmo assim feito criança
Aguardo te ver, minha esperança,
E em teus braços, carinho e querer,
Morrer para mil vezes renascer...

Gilson costa

Teu olhar menina...


MENINA TEU OLHAR PROFUNDO
ESPELHO DA VERDADE DE NOSSO AMOR
MENINA TEUS OLHOS DISTANTES REFLETIDOS
EM MIM A SAUDADE DE NOSSO QUERER
MENINA TEUS OLHOS RELUZENTES NA CHAMA
DA NOSSA PAIXAO É FOGO ARDENTE EM MIM
MENINA TEUS OLHOS NUBLADOS NA LAGRIMA
QUE TE TOMA NA PARTIDA QUE NOS FAZ TRISTES
AH MENINA TEUS OLHOS TRISTES NA PRIMEIRA VEZ
QUE OS VI ESQUIVAREM-SE DOS MEUS.
TRISTES,SOLITARIOS NA BUSCA POR NOSSO AMOR
MENINA TEUS OLHOS É COMO UM LIVRO ABERTO
ME MOSTRA A LEITURA LEITURA DE SEUS SONHOS
DOS DESEJOS ESCONDIDOS DE SUA PROCURA.
MENINA TEUS OLHOS QUE AO LONGE ESCONDE SUA
VONTADE DE AMAR,EM SEU ROSTO REFLEXOS DO
MEDO QUE OUTRORA UMA DESILUSAO SOFRIA.
NO PEITO CORAÇAO AINDA SENTIDO GRITA PELA
CHANCE DE SER OUTRA VEZ FELIZ.
MENINA TEUS OLHOS RELUZ A ESPERANÇA DE UM
AMOR ARREBATADOR CHEGAR,TE TRAZENDO DE VOLTA
A ALEGRIA DE OUTRA PRIMAVERA BRILHAR EM TI.
MENINA TEUS OLHOS NA SURPRESA DO DIA SE FAZ
AINDA MAIS INTENSA SUA LUZ SEU SORRISO JA NAO
MAIS TRISTE MOSTRA SUA BELEZA.
NO PEITO CORAÇAO SALTITANTE NO PULSAR MAIS FELIZ
ACELERA O PENSAMENTO DE SER OUTRA VEZ MULHER AMADA
NA ALEGRIA DO AMOR NOVAMENTE ENCONTRAR
MENINA AGORA MULHER NA FELICIDADE DE SER TEUS OLHOS
ESPELHO DA VERDADE DE NOSSO AMOR.

mauricio claudio

sexta-feira, 23 de março de 2012

Quero estar tão dentro de ti...


Enlouqueces-me
maravilhas-me
atrapalhas-me
apaixonas-me
cegas-me
onfundes-me.
Tu inspiras-me.
Tu tu tu tu tu tu...


Quero tanto de ti
e tão próximo
que anseio que fosses o ar,
o chão,
as paredes,
tudo.


Que tudo o que tocasse
fossem os teus braços.
Que tudo o que sentisse
fossem os teus lábios.

Como quando fecho os olhos
e tudo o que não vejo és tu.
Como quando não durmo
e tudo o que sonho és tu.


Contigo não consigo respirar.
Sem ti não consigo viver.


Quero estar tão dentro de ti,
que nem a luz do dia exista para mim.
Quero abraçar-te tanto
que todo o mundo colapse
e desapareça num pequeno ponto
entre os meus braços.


Toca-me com as tuas mãos.
Faz-me desaparecer com a tua pele.
Sufoca-me na tua língua.
Arrasta-me pelo ar com o teu perfume.
Mata-me de vez.


TU se fosses chuva,
do céu só cairiam pérolas ...
E até o chão gritaria de prazer.

Maria Teresa Horta

quinta-feira, 22 de março de 2012

Poema do fanático



Não bebo álcool, não tomo ópio nem éter,
Sou o embriagado de ti e por ti.
Mil dedos me apontam na rua:
Eis o homem que é fanático por uma mulher.

Tua ternura e tua crueldade são iguais diante de mim
Porque eu amo tudo o que vem de ti.
Amo-te na tua miséria e na tua glória
E te amaria mais ainda se sofresses muito mais.


Caíste em fogo na minha vida de rebelado.
Sou insensível ao tempo - porque tu existes.
Eu sou fanático da tua pessoa,
Da tua graça, do teu espírito, do aparelhamento da tua vida.
Eu quisera formar uma unidade contigo
E me extinguir violentamente contigo na febre da minha, da tua, da nossa poesia.




Murilo Mendes

terça-feira, 20 de março de 2012

Teus olhos...



Teu olhos caíram em mim
Como maldição dos faraós
Perseguem-me nos sonhos
E fogem, deixando-me só

Quando teus olhos vagueiam
Por entre paisagem qualquer,
Meus desejos  incendeiam
Só de pensar em teu corpo, mulher!

Que mistério há escondido
Dentro de seu secreto olhar,
e o teu sorriso divino
confirmam também gostar!

Teus lábios mostram carícias.
Tocados por ternos beijos,
requintes de muitas delicias,
Tesouros de mil desejos.

Olha sempre que puderes
Para os meus olhos aflitos,
são bem raros entre as mulheres
como os teus, lindos, benditos,

que ventura eu tive em ver-te,
em ter a sorte inaudita,
de tanta coisa escrever-te
mulher , fascinante e bonita.

Que os teus olhos feiticeiros
não desmintam meus amores,
nem quero que passageiros
sejam também meus ardores,

quero sim, que em teus regaços,
eu possa fazer meu ninho,
para gozar teu carinho
reclinado nos teus braços....

GILSON COSTA


Amor

 
Amor.
Intensamente
Procurado.
Quase Sempre
Não Encontrado.

Imensamente
Humano,
As Vezes
Insano...
 
Amor
Tão Densamente
Escondido,
Quase Sempre Dentro
De Um Coração Ferido,
Mesmo Que Esperançoso,
Partido.
Duramente
Criticado,
Mal Resolvido
Mal Amado,
 
Dificil De Achar
O Tempero;
Jogo
De Tentativas E Erros;

Ilusões;
As Vezes
Desespero...

 
Amor
Facíl Seria
Se Fosse Tal Como Um Imã
Atraindo Com Sua Polaridade
Nossa Verdadeira Cara Metade;
Impossivel Realidade.

Amor
Eterno Buscar,
É Procurar
Tentar, Encontrar
E Perder,
As Vezes
Sofrer...
 
Amor
É Recomeçar
Não É Dividir
E Nem Subtrair
É Simplesmente Somar
Conta Louca,
As Vezes
Essa de
Se Doar...


Gilson Costa

segunda-feira, 19 de março de 2012

Meu caminho...


Quis Deus ou o próprio destino
que fosse você, o meu caminho
e seja onde eu for
que seja teu, o meu amor
Amor esse de uma grandeza
que me causa estranheza
e por mais que eu pense
é tão grande quanto o mare recebe todos os riose nunca enchee dura tanto quanto o fogo
que um dia foi dado ao homem
que queima tudo que vê pela frente
sempre tudo consomeComo estes dois elementosé este meu sentimentoque tenho por você, alem de carinhoQuis Deus ou o próprio Destinoque fosse você o meu caminhoDesculpe-me por te amar demaisperde a minha e a tua pazte querer sempre mais...Desculpe-me por entrar na tua vidae fundir sua alma com a minha
ser egoísta e individualistasó para não perde-lá de vistaquero- a hoje e sempreestar presente em tua mentepra nunca mais ficar sozinhoQuis Deus e o próprio Destinoque fosse você meu caminho,por isso agradeceria aos céuspara que eu seja...o caminho seu



amor meu...me beija

Gilson Costa




domingo, 18 de março de 2012

O mal esta em nós



Federação Espírita do Estado de SP
Curso Aprendizes do Evangelho Ano 2 – 2012
Sexta Feira 19:30

Gilson Costa Brito

MR – Tema Cooperação no bem.

Era para falar do bem, mas vou falar do mal. Ate por que ele vive por ai, sempre
presente, mais até que o próprio bem... O bem não da ibope e nem boas manchetes em
jornais, revistas e TVs...

Estes dias estava pensando sobre o mal e cheguei a uma triste conclusão, o mal que
vemos, ouvimos, assistimos e por vezes sentimos, não é um monstro a espreita e nem
uma entidade aterrorizante a solta por ai...

Não é o bicho papão debaixo da cama, o monstro dentro do armário ou a bruxa do
Mágico de Oz, muito menos vampiros e lobisomens, ate mesmo por que, hoje em dia,
estes não fazem mal pra ninguém.

O mal sou eu, é você, somos nós, o mal esta em nos. É isso mesmo...
Tudo que vemos e ouvimos em relação a ele, não vem de seres mitológicos ou de outros
planetas, vem de nos e de nossos duros corações.

Você me dirá: - Mas eu não sou mal, há humanos piores do que eu e tem uns que
cometem atrocidades...
É meu amigo, eu te respondo e daí...

Sim temos a essência do mal em nos, pense em teus dias de raiva, ciúmes, inveja, etc.,
Ahhh nunca teve estes dias, mas também não fez nada de bom para o próximo, logo a
ausência do bem também é mau.

Pois é, mas há salvação para todos nos, pois se há a semente do mal em nosso coração,
a semente do bem habita nossa alma e temos que regá-la. E olha que pequenas ações já
ajudam.

Orai e vigiai seus atos, pensamentos e sentimentos para que o mal que ai habita fique
soterrado por bons e tranqüilos pensamentos e não tenha chance de vir a tona.

Não será necessário sair por ai caçando bruxas, monstros, (vampiros e lobisomens não
contam, até mesmo por que estarão em Hollywood em algum set de filmagens). Comece
com os demônios que habitam dentro de você, aqueles que te faz perder a paz, a calma e
muitas vezes a cabeça...

sexta-feira, 16 de março de 2012

Pedaços...



Os pedaços de ti que chegam a mim
São assim: pedaços,
Mas pedaços completos
Que surgem entre vírgulas, pontos
E versos.
Tu nítida diante meus olhos
Livro aberto, fácil e gostoso de ler
Palavras que parecem ficarem
Guardadas em um mundo de sonhos
Pronta para tornarem-se realidades
Em você.
Mesmo que triste, mesmo que duras.
Sim sua poesia são pedacinhos doces de ti
Que nos chega de forma suave, tal brisa,
As vezes nos arrastam, tal tempestades
Mas é você, ali, toda...
Isso é divino

Gilson Costa

terça-feira, 13 de março de 2012

Nosso amor matemático!

As horas que passam
Não são mais do que somas,a minha vida subtraídas
E os problemas que me massam
São mais do que contas e formulas adquiridas


Não é mais que matemática o amor
Onde nos somamos os dois
E esperamos o resultado, seja ele qual for
Sem pensarmos sequer no depois


Sem pensarmos no resultado
De uma possível conta mal feita
A olharmos para a frente, lado a lado
Assim é que a vida se aproveita


Porque se o resultado da nossa soma for uma divisão
Porque não arriscar em vez de fazer já uma subtracção?
Porque seja qual for o resultado, terá valerido a pena
Porque vale sempre a pena, nós não nascemos de alma pequena


Porque tu mais eu e eu menos tu não dá o mesmo resultado
Porque não multiplicar o que temos
E no fim vemos
Se é isto aquilo que temos procurado?


Porque eu não quero que isto seja mais uma subtracção
Não procuro de modo nenhum chegar á divisão
Mas olhando para o tempo...a passar...não será isso que vamos ter?
Porque não ser feliz agora, em vez de prevenir o sofrer?


(PUBLICADA POR HOMEM MALDITO )

segunda-feira, 12 de março de 2012

Saudade em soneto...



Vejo você nas estrelas...
Escuto tua voz no vento
Sinto você em minha pele
Sonho com você a todo o momento

Procuro você nas estrelas
Chamo você através do vento
Sinto você em mim
Sonho com você... Sonho sem fim

Mas você não esta aqui
Você não escuta que eu te chamo
Saudade... Invade corpo e mente

Queria estar tatuado em ti
No teu corpo...  Dizer que te amo
A cada manhã... Eternamente!

Gilson Costa

TRADUZO-TE by Marcial Salaverry


Traduzo-te, sim...
És mulher sem fim...
És mulher feita de paixão,
que sempre desperta emoção
em quem com amor te toca,
em quem teu tesão provoca...
És mulher completa,
com a alma repleta
de amor e carinho,
para quem souber o caminho

quinta-feira, 8 de março de 2012

“Obrigado Senhor, por mais um dia.”



Costumamos às vezes, agradecer a DEUS, quando acordamos ou vamos dormir por mais um dia de vida.

Se analisarmos friamente o assunto dentro da questão “tempo”, na verdade não ganhamos mais um dia e sim o perdemos. É um dia a menos que teremos em nossas vidas.

- E não é para agradecer?  Você perguntaria.

Não é este o caso!

Veja bem, olha como a vida é transitória, no girar da Terra em seu próprio eixo muita coisa acontece neste mundo. Pessoas nascem e morrem, assim como sonhos, amores, dores, é um vai e vem danado, de tudo.

Os ponteiros do relógio ou hoje em dia seus números digitais possuem muito mais que o significado do passar do tempo, eles nos dizem da forma mais clara possível uma única palavra: VIDA, tic-tac:VIDA!

VIDA que segue, que vai, que se esvai, que passa e que não para, por mais parada que achamos que a nossa vida esteja.

Então, se acontece muitas coisas desde o romper do sol até ele se por, por que perdemos tanto tempo de nossas vidas com coisas, fatos e pessoas que não irão acrescentar nada em nós.

Por que cultivamos sentimentos que só farão brotar discórdias, dores, tristezas e magoas em nos e nos outros. Por que insistimos em carregar em nossas vidas, pessoas que além de não somar em nada, ainda tiram o que temos, nossa paz, nosso orgulho e amor próprio. Por que nos preocupamos com coisas e fatos que nos paralisam, nos tolhem e nos fazem morrer por dentro aos poucos ou numa paulada só?

Você dirá, é o destino e é para sua evolução...

Mas nem tudo é destino em nossas vidas, muito é simplesmente o fruto de nossas ações e muito, por mais que venha em bela embalagem, nada mais é que algo para você refletir e tirar algo de bom.

Se fosse o destino somente seria fácil sentar no sofá e ficar esperando as coisas acontecerem, o emprego ideal bater na porta, o amor chegar ou o desamor ir embora, era só esperar por coisas boas, pois sendo DEUS justo e bom, com certeza ele não enviaria, assim como não envia, coisas más para seus filhos.

Muito do que acontece na nossa vida é culpa nossa e ai volto a minhas perguntas, por que perdemos tanto tempo com fatos que só irão nos fazer sofrer, se não hoje, amanhã. Por que tanta lagrima em vão e tanta falta de fé, esperança e o que pior por que não acreditamos em nos mesmos?

Não que a vida será um mar de rosas, só bonança e sem preocupações, mas porém é de nossa escolha fugir do que nos aborrece e fingir que não existe ou enfrentar, assim como é de nossa escolha cultivar a tristeza ou olhar para ela, tentar entende-la e levar a vida de uma forma que, mesmo com as intempéries, não a deixamos nos dominar por inteiro.

Se somos os comandantes do barco chamado “VIDA” e se temos a possibilidade de prosseguir por águas calmas ou turbulentas, mas com a esperança e a fé de que depois da tempestade vem a bonança, por que criamos nos mesmos tempestades desnecessárias em nossos caminhos...

A vida passa, estamos aqui por algum motivo e nos foi dada esta dádiva divina para que possamos fazer algo, talvez apenas viver, mas VIVER mesmo, com gosto, sem medo de desafios, sem medo de nos mesmos.

E o tempo, este vai continuar a passar independente do que você esteja fazendo com a tua vida, um dia, ele pode te fazer falta ou não, depende de você. Fica a dica!

Gilson Costa