sexta-feira, 30 de setembro de 2011

Um abraço, de corpo e alma!


Um abraço...comunhão
ato de entrega, de coragem
para quem dá...para quem pede
Quem da, doa parte de sua firmeza,
sua fortaleza, mesmo que elas
não existam...
Quem pede, se entrega
confessa que não é tão forte assim
e precisa de carinho, colo, proteção
 
Um abraço...ahh sua quimica,
corpos se juntam, encaixe perfeito
almas em comunhão,
os corações a bater bem perto
dando ate para sentir a pulsação
bocas se aproximam
olhar direto, dentro do outro
cabeça que tomba no peito
olhos que se fecham em sonhos
ahhh, quimica sem definição
 
Um abraço...
apertado, rápido, demorado
um anjo cobrindo com suas asas
suas dores, tristezas
um anjo cobrindo com suas asas
suas alegrias, conquistas
Infinita vontade de sentir
Sentir-se amada, querida
protegida...
 
Como pode, dois braços
nos darem tanta sustentação,
tanta paz de espirito
e tanta proteção...
Um abraço...
 
"que falta o seu faz"

Gilson Costa

quinta-feira, 29 de setembro de 2011

Procura da poesia



Carlos Drummond de Andrade

Penetra surdamente no reino das palavras.
Lá estão os poemas que esperam ser escritos.
Estão paralisados, mas não há desespero,
há calma e frescura na superfície intata.
Ei-los sós e mudos, em estado de dicionário

As palavras ficam...



As “ditas”, escritas, murmuradas
Gemidas em algum momento
No mais puro e sincero sentimento
Sopradas com carinho ao vento,
Mas com o passar do tempo...
Esquecimento!!!

As palavras ficam guardadas
Mas o sentir é que passa
Perdendo a força, a graça
Sobrevive só de pirraça
Não naquele que falou
E sim na alma de quem escutou!

E o para sempre
Que era para toda eternidade
O “eu e você” contra o mundo
Acaba-se no próximo segundo.

E de repente,
não mais que de repente
de novo esta a gente
parece roteiro pronto
para o amor... próximo encontro,
as mesmas juras, mesmas falas
coração se encanta, não cala
e passam-se anos
ele nem sabe ser criativo
para falar de novo “eu te amo”!

Trocam-se nomes e pessoas
Até o novo sentimento, faz diferença
Mas na boca, nos versos, nas rimas
Sempre as mesmas sentenças
Não que seja falsas ou vazias
Não que não seja verdade,
Mas no momento.. .para o sentimento
Tudo é novidade!

Carinhos, apelidos, olhares
Palavras que se dizem exclusivas
Que já foram ditas, em outras vidas
Então tudo fica esquecido, mudado
No intimo rezamos para  que esta
Nova realidade,
E o segundo que nela estamos inseridos
Dure toda nossa eternidade...!

Gilson Costa

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

O amor é mais que isso.


Amor é mais que isso
É mais que encanto
Mais que feitiço
É mais que a boca seca
Não é apenas vicio
É caminhar juntos
Em dias tempestuosos
Ou serenos
Sermos plenos
Em nos mesmos
Bendito verbo amar
Seja em qualquer oração
Não é fácil sua conjugação

Gilson Costa

Apaixone-se...


“Apaixone-se por alguém que te curte, que te espere, que te compreenda mesmo na loucura; por alguém que te ajude, que te guie, que seja teu apoio, tua esperança. Apaixone-se por alguém que volte para conversar com você depois de uma briga, depois do desencontro, por alguém que caminhe junto a ti, que seja teu companheiro. Apaixone-se por alguém que sente sua falta e que queira estar com você. Não apaixone-se apenas por um corpo ou por um rosto; ou pela idéia de estar apaixonado.”
- Tati Bernardi.

domingo, 25 de setembro de 2011

Estado agudo de felicidade

É tão difícil falar e dizer coisas que não podem ser ditas. É tão silencioso. Como traduzir o silêncio do encontro real entre nós dois? Dificílimo contar. Olhei pra você fixamente por instantes. Tais momentos são meu segredo. Houve o que se chama de comunhão perfeita. Eu chamo isto de estado agudo de felicidade.



Clarice Lispector








Deixa eu cuidar de você


Que seja noite, que seja dia
que seja em sua tristeza
ou em sua alegria
Deixa eu cuidar de você...

Deixa minhas mãos tocarem teu rosto
deixa eu tentar afastar teu desgosto
deixa que meus lábios toquem o seu
troco suas lágrimas por um sorriso meu

Deixa eu cuidar de você

Deixa eu te sentir mais um vez
deixa nossos corpos se reencontrarem
que seja noite, que seja dia
volte a ser minha poesia

Deixa eu tomar conta de você!!!

Gilson Costa

sábado, 24 de setembro de 2011

Procura-se uma musa inspiradora!

Procura-se uma musa
Que ela deseje ser amada incondicionalmente,
Romantica e intensamente!
Que não tenha medo e nem vergonha do amor
Que seja a musa de minas rimas, poesias e reflexões
Que não teme demonstrações externas da paixão...
Procura-se uma musa para se amar
Que tenha intensidade, tenha tesão
E que esteja pronta para tanta emoção
Que aceite meu amor, minha veneração
Nem precisa ser perfeita não!!
Poeta procura uma musa para sua inspiração!!!
Gilson Costa

Sempre o amor!!!


“Amar é um deserto e seus temores, vida que vai na cela destas dores, não sabe voltar”
Ah...o amor, este embusteiro
Que fica a espreita na esquina
Esperando-nos para bagunçar nossas vidas...
Chega do nada, invade nosso quarto,
Dessaruma os móveis de nossa s salas
Alimenta-se dos nossos sonhos,
Deixa nos felizes ou tristonhos
As vezes vem para ficar
Outra vezes apenas de passagem
Feito furacão, tempestades...
Ah... O amor,
Cantado, falado, poetizado
Acima de tudo sentido
Jurado eterno
E as vezes o eterno dura um segundo...
Ah... O amor
Sentimento que não sabemos lidar
Um dia estamos repletos dele
Em outro... Estamos ao amor, procurar
Entender...Justificar!!!
Gilson Costa

Quem sabe um dia!

Quem sabe um dia
Venhamos a reescrever a nossa poesia
Quem sabe um dia
Esbarramo-nos em nossas esquinas
Quem sabe um dia
Cantaremos juntos e sintonia
Quem sabe um dia
Eu volte a sentir tua geografia
Quem sabe um dia
Seja eu a tese de tua filosofia
Seja você, sol do meu dia
E seja sempre você... Todo dia!!!
Gilson Costa

Que eu seja!!!




Que eu seja sua mania
que eu seja sua vontade
e voce seja minha poesia
e eu sua noite, dia  sua tarde
tudo sem alarde...
que você seja princesa ou rainha
mas que seja minha...

que eu seja teu poeta
e que de forma direta
diga que me ama
que seja você em minha cama
seja você a preferida
e que seja teu olhar em minha vida
olhar, labios e abraços...
tudo que eu sempre quero mais
que seja você minha profecia
que seja você..que me da paz

Que seja sempre você
e mais ninguem
e que seja eu na tua vida
também...

gilson costa

Novos horizontes

afinal amar não é tão dificil assim...

Eu espero!!!


Espero que um dia lhe aconteça
de acordar com todos os acentos no lugar devido
e de encontrar a concordância e seu sentido
e se acaso a crítica lhe aborreça
um corretor ortográfico sobre a cabeça
e um revisor gramatical tendo-a partido...

sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Arrume as gavetas!!!


Uma vez li alguma coisa a respeito de uma garota que pedia para a sua avó a solução de um problema grave.
A avó disse:
- Suba, arrume suas gavetas e após fazer isso você terá a solução.
Experimentei perguntar para as pessoas mais velhas se realmente existe uma conexão e perguntei certa vez para a minha avó o que tinha a ver a gaveta com os problemas e ela, muito sabiamente, me falou que a gaveta desarrumada é o espelho da vida, então toda vez que você está com alguma coisa bagunçada, alguma área de sua vida manifesta bagunça. Toda vez que você está com alguma coisa desorganizada, essa desorganização se reflete na sua vida.
Lembre-se, você é um reflexo de Deus, um reflexo do universo. Você tem um mundo dentro de si. Sua casa é um reflexo de seus estados emocionais. Se você tem dentro de si reflexo do mundo, quando está desorganizado interiormente, manifesta isto exteriormente. Quando essa manifestação exterior veio antes, você pode reorganizar o seu mundo interno mostrando simbolicamente que está arrumando externamente.
O universo funciona assim: o que está dentro está fora. O que está em cima está embaixo. O que está de um lado está de outro. Então se você lembrar sempre que pode influenciar o interior com o exterior e vice-versa, você tem a chave para a organização total.
No momento em que você limpa a sua gaveta e joga fora aquilo que não presta, está reprogramando simbolicamente o seu interior. É uma das melhores chaves para conseguir serenidade e respostas para problemas muito difíceis.
Aproveite a oportunidade, e arrume suas gavetas. Com certeza vai ajudar você a encontrar solução para muitos de seus problemas.

Orlando Nussi


quinta-feira, 22 de setembro de 2011

Minha melhor roupa de palhaço!!!

...Caso você, se sentir sozinha e quiser rir.
 

Chame-me, 


colocarei minha melhor roupa de palhaço pra

ti!!!





Elas se completam...

As pessoas não se precisam, elas se completam... não por serem metades, mas por serem inteiras, dispostas a dividir objetivos comuns, alegrias e vida."

(Mário Quintana)

Minha prece...


Senhor!
tirai os véus que encobrem meus olhos
para que eu possa enxergar a vida do jeito
que ela é, e não do jeito que eu gostaria que fosse,
para que eu possa discernir o caminho que devo seguir
daquele que me leva ao precipício.
Senhor!
dai firmeza ao meus incertos passos para que eles me levem
até as tuas veredas,
para que eu possa encontrar a paz que me falta.
Senhor dai-me o ar puro para respirar, pois o ar da incompreensão sufoca-me
Dai-me uma luz para que possa utilizar esta dadiva que tu me destes, usa-la de forma melhor: minha vida!
Dai-me força, coragem e sabedoria para não errar e quando errar admitir minha culpa e perdir perdão
Dai-me o dom de saber perdoar.
Senhor!
dai-me sensatez e se for para que aconteça as minhas certezas, dai-me o dom de saber esperar e se não for, que seja feita a tua vontade e que eu saiba distingui-la
Senhor!
dai-me abrigo em teu coração, alento em tuas palavras e companhia em sua virtude, que eu seja o melhor naquilo que sou: eu, mas que o meu melhor não turve meus olhos e não deixe que a vaidade seja meu guia
Sou teu servo Senhor
Que meus ultimos passos nesta terra seja por entre suas veredas e em tua gloriosa luz e por tua bondade infinita!
Melhora o mortal que eu sou...
Amém
Assim seja


Gilson Costa

terça-feira, 20 de setembro de 2011

Desculpe-me...




Desculpa por eu ser assim, intenso, egoista, apaixonado!
Desculpe-me por não saber te amar e por te perder
Desculpe-me por não deixar você ir e te querer
Desculpe-me pelo que fiz e pelo que deixei de fazer
Desculpe-me pelas poucas horas de alegrias e as muitas de sofrer
Desculpe-me por não te esquecer
Descupa-me o desejo de querer ter você
Descupa-me o amor que eu não consegui de dar
Desculpe-me a estrada que te fiz caminhar
Desculpe-me querer que vivesse os sonhos meus
Desculpe-me ingnorar os teus
Desculpe-me este medo esta insegurança
Desculpe-me esta inquieta criança
Desculpe-me por não ser mais do que sou
Desculpe-me o meu ser e tudo onde ele errou
Desculpe-me minhas as pobre rimas de minhas poesias
Desculpe-me esta insistencia, minha teimosia
Desculpe-me por você em minha oração
Desculpe-me por te fazer minha unica canção
Desculpe-me por não ter te tirado do meu coração
Desculpe-me se em minhas noites te chamo
Desculpe-me meu sentimento, pois ainda Te amo...

Gilson Costa

Devo duvidar de mim? Eu que sempre acertei , mas só quando não estou errado, o que é quase sempre!


Devo duvidar de minha sanidade?
Devo duvidar de sentimentos...Sensações?
Devo duvidar do que me cabe
se me cabe e quando me cabe?
Devo duvidar de mim?
Devo duvidar
O que me conduz a isso
e minhas certezas
e minhas noites de sono,
minha paz interior
Devo entrar no ritmo louco
da ansia, da ganancia
Devo duvidar de mim?
E os sorrios que nascem
quando penso,
devo mata-los?
Não
Perdemos as melhores
coisas em nossas vidas
quando desistimos
E eu não estou a fim
de desistir de mim !!!!

Gilson Costa

POESIA EXPLÍCITA



A poesia é explícita em cada sílaba,
Que a lira solta do meu ardente peito.
Rompendo toda mácula, que compõe o meu leito.
À sombra do carvalho bento, as feridas...


Lambidas na explícita tortura dos orgasmos!
E o chão treme em decibéis de saudade!
No meu e teu olhares...tanta vontade!
De sermos elos nos particípios braços!


E que vejamos a poesia torna-se forte,
Traçando em nossos corpos cinzéis de espumas!
No amor, lanças que por miras são o norte...


Os teus pontos cardeais de infinitas brumas,
Hão de me levar ao céu por coronárias procuras
E morta aos teus braços...sou a sorte!




(Ledalge)

segunda-feira, 19 de setembro de 2011

sexta-feira, 16 de setembro de 2011

viver ultrapassa qualquer entendimento




Renda-se, como eu me rendi. Mergulhe no que você não conhece como eu mergulhei. Não se preocupe em entender, viver ultrapassa qualquer entendimento.

Clarice Lispector

Você ainda tem dúvidas?

Eu as tenho, esta certo que são pequenas, mas tenho!!!
Gilson Costa
@gilsoncosta42

O Amor... BY Cecília Meireles



É difícil para os indecisos.
É assustador para os medrosos.
Avassalador para os apaixonados!
Mas, os vencedores no amor são os
fortes.
Os que sabem o que querem e querem o que têm!
Sonhar um sonho a dois,
e nunca desistir da busca de ser feliz,
é para poucos!!"

Cecília Meireles 

quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Via de mão dupla: Relacionamentos!


Doar e receber.....bom não é?
Dar amor ... receber amor
Dar carinho e compreensão... Receber carinho e compreensão
Dar amizade... Receber amizade!!!
 
É "chover no molhado dizer" que relacionamento, qualquer que seja,
é uma via de mão dupla. Precisamos disso, não que façamos as coisas
esperando algo em troca, mas estranho quando nos doamos,
nos entregamos, nos preocupamos e em troca muita vezes temos o silêncio,
a apatia, a indiferença...
 
Não há relacionamento que sobreviva!
 
E aquele relacionamentosque era
céu azul e de repente vira cinza...
e não é só a cor!!!
 
O que fazer nesta hora...
 
Muitas vezes a vida faz por nos, o tempo também,
vamos nos afastando ,
apesar que tem pessoas que vivem relacionamentos
que as  sufocam, que sugam toda sua energia,
que esta na cara que não há troca e só doação,
mesmo assim insistem...
 
Tudo bem que a regra máxima é
Doar sem esperar nada em troca,
mas em se tratando de relacionamento é difícil...
 
Muitas vezes gostamos quando alguém
quer saber de nossas vidas, quer nos ajudar
seja com palavras, com carinho ou com um ombro amigo,
mas e a troca; quantas vezes pensamos nesta mesma pessoa
como alguém que esta precisando de alguém... será que
só porque ela sorri e te faz sorrir, ela é sempre feliz... não precisa
também de um ombro amigo...
 
Bom poderia ficar aqui escrevendo e escrevendo e escrevendo a respeito,
sei que não terei o retorno esperado, o famoso "feedback", porque como seres humanos
somos assim...olhamos sempre para o nosso umbigo!!!
 
Se tiver numa estrada (relacionamento), seja ela qual for, de mais atenção a outra via
e de vez em quando, olhe no retrovisor para ver se não deixou nada para trás que lhe fará falta la na frente!!!
 
Gilson Costa
 
Sou intenso, naquilo que penso, naquilo que sinto, sempre serei
Por mais que pensem que eu me contento com pouco, se enganam
o pouco era tudo que tinha  e quando este tudo se vai...
 
 
"Não sou nada. Nunca serei nada. Jamais poderei querer ser nada. À parte isso, tenho em mim todos os sonhos do MUNDO!" (Fernando Pessoa)


quarta-feira, 14 de setembro de 2011

E o Bem é pra acabar com o desamor...


Num mundo de armadilhas e pecados
Armado, tão carente de amor...

E o Bem é pra acabar com o desamor...

Se a luz do sol não para de brilhar
Se ainda existe noite e luar
O mal não pode superar
Quem tem fé pra rezar diz amém

Trecho da música: O Bem - Arlindo Cruz

terça-feira, 13 de setembro de 2011

Razão e Coração!!!



Escuto meu coração: Ele diz - Que sim...
Escuto a voz da Razão: Ela me grita ´Que não!!!
 
Gilson Costa

Dividido...sem você!


Sem você não me sinto inteiro,
e me divido por entre outros corpos
por entre outras bocas...Ao inves de somar,
diminuo-me!!!
 
Gilson Costa
“a melhor parte do amor é perder todo o senso de realidade!

Felicidade - Fernando Pessoa


Felicidade - Fernando Pessoa

Poeta - Fernando Pessoa
Não se acostume com o que não o faz feliz, revolte-se quando julgar necessário.
Alague seu coração de esperanças, mas não deixe que ele se afogue nelas. 

Se achar que precisa voltar, volte! 
Se perceber que precisa seguir, siga! 
Se estiver tudo errado, comece novamente. 
Se estiver tudo certo, continue.
Se sentir saudades, mate-a. 
Se perder um amor, não se perca! 
Se o achar, segure-o!

segunda-feira, 12 de setembro de 2011

Comportada


 
Eu nunca fui uma moça bem-comportada.
Pudera, nunca tive vocação pra alegria tímida,pra paixão sem orgasmos múltiplos ou pro amor mal resolvido sem soluços.
Eu quero da vida o que ela tem de cru e de belo.Não estou aqui pra que gostem de mim.Estou aqui pra aprender a gostar de cada detalhe que tenho.E pra seduzir somente o que me acrescenta.
Adoro a poesia e gosto de descascá-la até a fratura exposta da palavra.
A palavra é meu inferno e minha paz.
Sou dramática, intensa, transitória e tenho uma alegria em mim que me deixa exausta.
Eu sei sorrir com os olhos e gargalhar com o corpo todo.
Sei chorar toda encolhida abraçando as pernas.
Por isso, não me venha com meios-termos,com mais ou menos ou qualquer coisa.Venha a mim com corpo, alma, vísceras, tripas e falta de ar...
Eu acredito é em suspiros,mãos massageando o peito ofegante de saudades intermináveis,em alegrias explosivas, em olhares faiscantes,em sorrisos com os olhos, em abraços que trazem pra vida da gente.
Acredito em coisas sinceramente compartilhadas.
Em gente que fala tocando no outro, de alguma forma,no toque mesmo, na voz, ou no conteúdo.
Eu acredito em profundidades.
E tenho medo de altura, mas não evito meus abismos.
São eles que me dão a dimensão do que sou."
 
Maria de Queiroz

Há distâncias que aproximam...

Há distâncias que aproximam, mas há proximidades que afastam!!!

domingo, 11 de setembro de 2011

Há palavras que nos beijam

 
Há palavras que nos beijam
Como se tivessem boca.
Palavras de amor, de esperança,
De imenso amor, de esperança louca.

Palavras nuas que beijas
Quando a noite perde o rosto;
Palavras que se recusam
Aos muros do teu desgosto.

De repente coloridas
Entre palavras sem cor,
Esperadas inesperadas
Como a poesia ou o amor.

(O nome de quem se ama
Letra a letra revelado
No mármore distraído
No papel abandonado)

Palavras que nos transportam
Aonde a noite é mais forte,
Ao silêncio dos amantes
Abraçados contra a morte.

Alexandre O'Neill, in 'No Reino da Dinamarca'

Afinal, há é que ter paciência

 
"Afinal, há é que ter paciência, 
dar tempo ao tempo.
Já devíamos ter aprendido,
e de uma vez para sempre,
que o destino tem de fazer muitos rodeios
para chegar a qualquer parte." 
(Saramago)

Ela procurava o príncipe

Ela procurava o príncipe,Ele procurava a próxima...
Ela olhava pra ele, Ele olhava pra todas...
Ela queria ELE, Ele queria UMA...
Ela fazia planos, Ele destruia...
Ela descobriu que ele era único,
Ele descobriu que ela era so mais uma...
Ela sonhava acordada, Ele tinha insônia...
Ela desistiu e Ele se arrependeu...
E entao Ela descobriu que Ele era só mais um...
E Ele...Ele descobriu que ela era ÚNICA
http://andrearetrato.blogspot.com/2011/08/ela-procurava-o-principe.html

Eternamente Feliz

Eternamente Feliz

Quando você passa eu só vejo você
Se a lua brilha em seu rosto sou eu
Seu pretendente

Se as subidas não te cansam sou eu
Que te carrego sem você perceber
Constantemente

Eu te mostro a verdade do mundo
Mas você não é capaz de aceitar
A felicidade

Eu sei vai te tocar a luz do amor

Mas se a vida te der alguém melhor que eu
E se o amor vencer todos os preconceitos
Que você seja feliz, feliz
Seja Feliz
Eternamente

Sem mágoas!

 
Jenário de Fátima

Amei-te tanto amor... amei-te tanto!
Fostes meu ar, fostes meu alimento.
Fostes meu colo, abrigo, meu alento,
Fostes meu sono ao embalo do acalanto...

Contudo amor... contudo, entretanto...
Só eu vivi total deslumbramento,
Prá ti eu fui qual uma flor ao vento
Que logo estoura e perde seu encanto.

Culpar-te amor? ...Culpar-te já não posso!
Foi o meu sonho de um mundo só nosso,
Contra teu medo de viver a dois.

Mágoas não tenho amor... Porque teria?!
Se conheci contigo a fantasia
... Mesmo eu ficando assim tão só depois...

“Não chore sem consolo sobre as experiências...


“Não chore sem consolo sobre as experiências que se lhe fazem necessárias, porque a lamentação repetida conduz simplesmente à solidão e a solidão, mesmo brilhante, significa inutilidade e vazio”. André Luiz

"Eu não tenho o poder. Tenho a prece.”

“Eu peço a Deus tudo o que eu quero e preciso. É o que me
cabe. Ser ou não ser atendida - isso não cabe a mim, isso já
é matéria-mágica que se me dá ou se retrai. Obstinada, eu
rezo. Eu não tenho o poder. Tenho a prece.”

 
Clarice Lispector

Não estão por acaso...


Não sou pra todos. Gosto muito do meu mundinho. Ele é cheio de surpresas, palavras soltas e cores misturadas. Às vezes tem um céu azul, outras tempestade. Lá dentro cabem sonhos de todos os tamanhos. Mas não cabe muita gente. Todas as pessoas que estão dentro dele não estão por acaso. São necessárias.

http://forfeelings.tumblr.com/

SOBRE UM INFINITO INSTANTE DE DOR


a Poeta atarantada
de um lado para o outro
repete o que recém pensou
e de novo pensa de novo

e de novo
e de novo
e de novo

a Vida lhe arrancou as vontades

a Poeta encarcerada
a Poeta dilacerada
a Poeta monocromática
em monopensamento possuída
murmura sua ladainha aflitiva:

- eu vou sobreviver eu vou sobreviver
eu vou sobreviver eu vou sobreviver

enquanto a Vida ri, olhando-a de viés


(Curiosa)
http://tumblrdacuriosa.tumblr.com/

sábado, 10 de setembro de 2011

Escolhas!!!

1 - Fáeton era filho de Apolo com a ninfa Climene, devido a brincadeiras dos amigos ele pediu para a mãe dizer quem era seu pai e mais resolveu ir ate o palácio de Apolo, lá chegando fez seu Pai jurar pelo Estige que além de ser seu pai que faria qualquer coisa para demonstrar isso. Para surpresa de Apolo, Fáeton pediu para conduzir a carruagem do Sol.
Apolo, arrependido do juramento, do qual não poderia voltar atrás, tentou fazer tudo para que o filho desistisse da ação, dizendo o quanto seria perigoso conduzir o carro solar.
Mesmo assim, Fáeton fez sua escolha, estava decidido e isto custou a sua vida!

 2 – Orfeu viu Eurípedes morrer em seus braços. Usando de todo seu talento musical adentrou no Reino dos Mortos atrás da amada. Cantou suas dores e seu amor, comovendo além do barqueiro Caronte, os próprios Rei e Rainha do Mundo dos Mortos.
Ante a tanta comoção, foi permitido a Orfeu regressar com sua amada para o Mundo dos vivos, com uma condição... Orfeu iria à frente, sem poder olhar para trás e Eurídice iria segui-lo.
Em determinado ponto da subida, Orfeu com medo de Eurídice não estar o seguindo, fez a escolha de olhar para trás, com isso viu sua amada sumir, foi tanta dor pela prda daamada de novo que Orfeu deixiu se entregar à morte.

3 – Discórdia não foi convidada para um casamento no Olímpio, por isso pediu para Hefesto fazer uma maçã de ouro com a frase “Para a mais bela das Deusas”, disso tudo decorreu uma disputa entre Hera. Afrodite e Athenas. A escolha foi de um mortal Paris, que deu a maçã a Afrodite. Foi por causa desa ecolha que ocorreu a Guerra de Tróia...

E as nossas escolhas?
Mitologicamente as escolhas acima não foram felizes, sempre resultaram em perda, guerra e dor. Mas se analisarmos as mesmas, notaremos que foram tomadas em um momento de pura emoçao:
Fáeton para provar que era fillho do Deus sol pediu para conduzir sua carruagem, mesmo alertado do perigo que seria isso. Orfeu, mesmo sabendo da restrição imposta para trazer Eurídice do Mundo dos Mortos foi tomodo pelo medo de que a amada não o acompanhava-o e olhou para trás predendo-a para sempre e París escolheu Afrodite porque a Deusa havia lhe prometido um amor sem gual, o que ocasionou a Guerra de Tróia.
No nosso dia a dia as escolhas que fazemos, por mais difíceis que sejam geralmente são para nosso bem... Mas!
Mas tem o bendito do, mas, do “se” e de outros, porém...
Tudo isso por quê?
Por que a maioria de nossas escolhas são feita por nossa emoção, deixamos a razão de lado, não a escutamos e quando vemos, lá estamos em uma estrada, que a principio ira nos agradar a vista, mas depois pode trazer diversos obstáculos e buracos que tornarão nossa jornada mais dura!
Outro detalhe importante, tirado de uma frase que ouvi no curso da Federação Espírita, nada a ver com o tema ESCOLHA, mas que cai bem ao caso.
Fazemos nossas escolhas, mas depois não somos mais os mesmos do momento que a fizemos, muitas vezes precisaremos de tempo para enxergamos isso, além do quem, escolhas feitas baseadas na emoção, se não são vazias, logo, logo elas acabam...  
No cotidiano, não há Deuses, nem oráculos para dizer-nos para onde ir, que rumo tomar, há sim um ser independente chamado coração que muitas vezes assume o comando da nau, levando-a ou para um porto seguro ou entrando em tempestades. Há também o fator intuição, algo dentro de nos que diz avança, espera ou muda...
O certo seria usar nosso lado racional, baseado em fatos, circunstancias e dados para tomar qualquer decisão, fazer qualquer escolha... Mas não somos maquinas e não estamos aqui pra isso, nossos erros e acertos é o que nos faz evoluir.
Principalmente é o que fazemos deles, o que aprendemos com eles é o que faz que as nossas escolhas tornem-se mais aceitáveis, pra nos mesmos... 

Gilson Costa  Momentos meus de reflexão