domingo, 26 de fevereiro de 2012

Amor não é uma questão de sorte


Não, não é apenas questão de sorte,

Uns nascem com atitude,
Outros não
Uns nascem com medo,
Outros não
Uns nascem acreditando em si
Outros não,

O amor floresce
Nas mais áridas paisagens,
E permanece mesmo contrariado
Se for habilmente adubado...

A dádiva divina é
Pra que faz acontecer,
Que vai atrás e não espera mais
Que luta em busca de sua paz
Quem fica a espere de melhores ventos
Dias de contentamento
Corre o risco de velejar
Numa onda de lágrimas, um mar!

As histórias são pra ser vividas
E não apenas contadas, cantadas
Declamadas em versos ou apenas lidas.
São para ser escritas no ato
A cada beijo, a cada fato,
Seja na boa ventura ou nos obstáculos
Mas ali, na hora ao fazer dela poema
Não são para serem apenas temas

Sonhos são a base para ações, atitudes
E sem ações são apenas castelos de areias
São apenas momentos que se não se vive na vida
Apenas em pensamentos...
E como viver uma história
Com contornos de fabula,
De lenda e de fantasia,
Se difícil e nada doce é para o amor,
A rotina...

E quando a ferida é exposta
De lutas entre si e tanta batalhas
O amor não veste camisola de seda,
Mas esta a caminho de por a mortalha...

Ai se perde tudo o que se tem
Ou acha que tem, perde-se o rumo
O prumo, todo o seu norte...

Mas isso... Não é apenas
Uma questão de sorte!!!


Gilson Costa