sábado, 23 de outubro de 2010

SINDROME DE ABSTINÊNCIA


Sinto dor
Meu corpo treme,
Meu paladar é amargo,
Minha visão está turva,
Minhas mãos estão geladas!
Não tenho fome,
Sinto náuseas.
Só adormeço à alta madrugada,
E tenho pesadelos,
Acordo cansada!
Sinto-me feia,
E as lágrimas, são naturais e constantes!
Sôo frio,
Coração em arritmia
Vivo desconcentrada,
Esqueço o que ia fazer
Tudo porque só penso em você!
Tudo porque não sei viver sem você!

Rosane Oliveira