terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

Se és... Então porque?


Se és
o ar que respiro,
porque
andas tão poluído?

Se és
a água que bebo,
porque
estás insalubre?

Se és
o meu caminho,
porque
me sinto perdido?

Se és
minha fonte de energia,
porque
me sinto cansado?

Será
que estou conjugando
o verbo ser
no tempo errado...?

Gilson Costa