domingo, 27 de fevereiro de 2011

Os meus monstros


Humanizaram meus monstros
Hoje é tudo ao contrario
O que me da medo
Não se esconde no armário

Humanizaram meus monstros
Meu medo já não me consome
Hoje a outros temores
A maioria advindos dos homens

Humanizaram meus monstros
Hoje eles viraram brinquedos
A ganância, egoísmo, a mentira
Assustam e isso não é mais segredo!

Humanizarem meus monstros
Hoje já não há mais suspiros
Múmias, lobisomens, fantasmas!
O homem assusta mais que vampiros...

Humanizaram meus monstros
O homem é que fica possesso
Destrói o lugar onde vive
E chama isso de progresso

Humanizaram meus monstros
O que hoje assola as avenidas
É o ser humano
Ceifando e tirando vidas!

Humanizaram meus monstros
Psicologia, até  deram nome
Mas o mal que hoje me assusta
Esta na alma do homem

Gilson Costa 27/07/07