sexta-feira, 25 de maio de 2012

Quem sabe eu entenda...




Só se for hoje, só se for agora.
Farei você entender a influencia
dessas minhas reticências
num beijo ou no meu toque
deixa que minha pessoa te provoque
não resista e se renda
quem sabe assim você entenda!

Sou meio tacanho, meio burro
Você terá que dar em ponta de faca, murros
Para que tua essência eu compreenda
Muitos beijos e abraços
Amar-me em cada passo
Para ver se assim eu aprenda
Sou meio devagar nas explicações
Mas quem sabe você se surpreenda
Entre teus braços e carinhos
Quem sabe eu assim entenda

Fugir só se for para teus braços
E teu beijo minha oferenda
Dependendo da nossa intensidade 
Quem sabe assim eu até entenda...
E torne-se então minha ciência
Sua essência e todas tuas reticências

Gilson Costa