quarta-feira, 30 de maio de 2012

Pescador de Almas.




O amor em sua essência
Da mais bela pureza
Aquele que não conhecemos
Mas almejamos,
É um pescador de almas
Sai com sua rede todo dia
Pelo oceano tempestuoso da vida
Em busca de Almas cansadas,
Perdidas e sofridas!

O amor
Aquele da renuncia, da entrega
Aquele que nunca se nega
Incondicional de fato
Contido em todos os atos
Aquele mais poético
Do que qualquer verso e poesia
Sai em seu barco todo dia
Pelos mares que causam feridas
Em busca de Almas cansadas,
Perdidas e Sofridas!

Gilson Costa