sábado, 19 de maio de 2012

Metade





Metade de mim é luz,
Metade é sombra.
Metade de mim se levanta
A outra metade tomba.

Metade de mim insiste
A outra desiste.
Metade de mim é alegria
Outra metade pura melancolia.

Metade de mim é amiga
A outra se fecha e briga,
Metade de mim é alerta
A outra, nada a desperta.

Metade de mim é amanhã
A outra vive no passado,
Metade de mim é boa
Metade vive no pecado.

O futuro para uma metade sorri
A outra não quer se iludir
Metade de mim busca a vida
A outra metade busca sempre uma desculpa,
Uma saída.

GILSON COSTA