sábado, 26 de maio de 2012

Eu te liberto


Eu te liberto
dessa obsessão
que te asfixia a razão...
Eu te liberto
desse ciúme
que te deixa em lume...

Eu te liberto
desse tua dor
feita de mágoa e de pavor
Eu te liberto
da saudade
e dessa ansiedade...

Eu te liberto
dos meus beijos
e dos meus desejos
Eu te liberto
desse teu sonho
insano e medonho...

Eu te liberto
da ira e do rancor
que envena o amor
Eu te liberto
do teus sentimentos
e dos nossos momentos...

Eu te liberto
de tudo o que juraste
e do muito que sonhaste
Eu te liberto
do passado e do presente
para que sigas em frente...

Eu te liberto
apenas e simplesmente
porque sou diferente
Eu te liberto
porque não posso amar
quem me quer aprisionar...

Eu te liberto
sobretudo e ainda
porque uma dor infinda
está bem perto
e, ecoando em mim,
quer que seja assim...

Eu te liberto
porque só posso conquistar quem for livre e me aceitar como sou sem nada pôr nem tirar...