sexta-feira, 10 de setembro de 2010

O HOMEM NÚ


NA PORTA
ELE SE DESPE
E ASSIM JULGA QUE ESQUECE,
SEUS MUITOS PECADOS.

ADENTRA

NO SANTIFICADO TEMPLO,
SEU REAL CONTENTAMENTO
É POR DEUS, SER PERDOADO.

POIS TUDO DE RUIM

ELE DEIXOU DO OUTRO LADO.
SOMENTE QUER SENTIR DEUS
E POR ELE SER AMADO.

FAZ A SUA ORAÇÃO

EM PROFUNDA MEDITAÇÃO
BUSCANDO ASSIM O PERDÃO.
NO FUNDO DE SUA ALMA
IMPERA INTENSA CALMA,
QUE TRANSBORDA SEU CORAÇÃO.

CHEGA A ORAÇÃO AO FIM,

SENTE-SE EM PAZ, SIM
E DIGNO DO SENHOR TAMBÉM,
NA SAÍDA DA IGREJA
SUA ALMA LACRIMEJA
E ELE DIZ AOS CÉUS AMEM .

NA RUA ELE TECE

COM IGNORÂNCIA A SUA VESTE
QUE LHE COBRE POR ANOS,
A ROUPA DA INCOMPREENSÃO
NÃO O DEIXA ENXERGAR A RAZÃO
DE SER UM SIMPLES
SER HUMANO
CHEIO DE FALHAS
INCERTEZAS E ENGANOS...

GILSON COSTA