quinta-feira, 23 de setembro de 2010

Não tem cor


A palavra falada
não tem cor
Assim como o amor.
O preconceito
Conceito errado da vida
Não é negro...é cinza
Minha voz calada
Fere minha alma
Tal corte de espada...
Ficar parado olhando o tempo
Esperando o momento
Das correntes estarem gastas
E não terem mais utilidades
Para que encontre a liberdade,
Em busca da dignidade,
Mas seja como for
A Alma também não tem cor...

Gilson Costa