domingo, 30 de janeiro de 2011

SUA BOCA

Boca sensual que me chama,
Boca lascívia: - diz que me ama
Boca sedenta que me leva pra cama
Suga toda minha essência
Com muita maledicência
E sem deixar eu pedir..clemência!

Boca voraz de uma menina
Boca adulta de mulher, loba felina
Boca santa mais que princesa, de Rainha
Junte-se a boca minha
Não se afaste e me aproxima
Engula todo o meu ser
Faz-me delirar, gemer...

Boca sempre faminta
Peça-me mais – não minta
Deixe minha energia, extinta
Peça-me bem forte e fundo
Peça-me para que todo mundo
Possa sua suplica ouvir
Sua boca – e eu a te possuir

Boca que treme, lábios que gemem
De onde sai uma língua molhada e quente
Rápida, ágil e experiente
Que desliza em meu corpo feito uma serpente
E que parece não ter fim
Roubando todos os prazeres, de dentro de mim

Gilson costa brito