terça-feira, 19 de junho de 2012



Você, meu direito universal,
Lei máxima do meu amor
Tenho direito a teus beijos
Durante toda minha vida
Castos ou sem pudor

É seu dever zelar por mim
Dar-me carinho e cuidados
Amor sem fim
Não conjugar no passado
E só no presente
Ter o verbo amar
Sempre em tua mente

É direito meu
Percorrer a geografia do seu corpo
Dar abraços e amassos
Que nos deixa louco,
Dedilhar cada pedaço do seu ser
É direito meu
O seu bem querer

Considerando que o reconhecimento
Deste sentimento que por você nutro
Considerando essencial
Que este amor é meu guia

Decreto como lei irrevogável
Que você seja minha

Gilson Costa