domingo, 10 de junho de 2012

Festa



Meu olhar ao vê-la faz festa
Meu corpo se desfaz em carnaval
Tempo para pensar em mim, não resta
Pois ti é um bem que me faz mal

Meu coração só bate alegria
Minha alma em tuas mãos, rendida.
Se me faltas um dia
Morrerei em vida

Tudo que digo pode não ter sentido
Palavras loucas, vazia ou vã
Minha cota de loucura e ilusão

Se choro por dentro sorrindo
É que tenho esperança no amanhã
De prender em mim teu coração



Gilson Costa
Publicado em 06/09/2000 no site www.notivaga.com.br