sexta-feira, 8 de junho de 2012

Certas Lágrimas... doem demais



Certas lagrimas doem demais
Escorrem pelo rosto
Cortando a alma e o coração
Tem espinhos
É acido puro
Machuca, queima.

Certas lagrimas são pesadas
E arrastam-nos com elas
Face abaixo
Inundando os sentimentos
Deixando nos náufragos

E quando pensamos
Que já derramamos
Todas as lagrimas que existiam
Em nos
E quando achamos
Que o tsunami de choros
Já acabou

Vem o coração renovado na tristeza,
Como uma infinita represa
E deságua tudo de novo

Certas lágrimas doem demais!

Gilson Costa