segunda-feira, 10 de outubro de 2011

Um ano de Deslizes Poéticos

Escrever não é fácil, expor o que escrevemos é mais dificil ainda,
até mesmo porque é nossa alma exposta para outros olhos,
assim por mais emblematicas que sejam as palavras
um pedaço de nós é colocado na vitrine do mundo,
o pedaço que eu conheço da Rosa  são suas lindas petalas
e seu inebriante perfume, uma linda e boa alma que eu adoro..

Rosamaria Roma e seus Deslizes Poéticos
 
 
Espinhos e petalas se misturam
a palavras que rasgam o verbo
em intensas poesias...
 
Quem diria!
 
Perfume que embriaga em tuas rimas...
 
Praticamente acompannei o nascimento
tal qual rosa em botão,
vi a flor amadurecer...
rompendo o denso concreto
deste virtual universo!
 
Quem diria,
Alguém que disse um dia
não saber escrever
não saber se expressar,
alguem incapaz na época,
de dizer um "Eu te amo"!
 
E agora
em cada palavra, virgula
sentença
faz a diferença
e explode em sentimentos
intensos!
evolução
para quem escondia
tudo em si...
bem dentro!
 
Permitindo a nos, pobre mortais
encantarmos com suas rimas
palavras de mulher, sonho de menina
e assim nos sentirmos mais felizes
a cada novo seus poéticos deslizes...
 
Parabéns moça
 
Gilso Costa