segunda-feira, 10 de outubro de 2011

Pouco eu...

Você se tranca dentro dos seus próprios erros, e dentro do seu próprio sofrimento. Você se tortura dentro de seus próprios pensamentos. E então você se perde. Começa a ver as coisas de um modo diferente, de um modo que machuca. Depois você se tranca dentro de sua alma, não é? E acaba sofrendo mais ainda. Você se torna uma pessoa fria. E poucas coisas se resta, poucos pensamentos, poucos sentimentos, pouco eu.