domingo, 1 de abril de 2012

Só o que nos é conveniente...


Enxergamos aquilo que nos é conveniente,
Vemos segurança em areia movediça
Vemos companhia em plena solidão,
Enxergamos amor onde há outros sentimentos...

Enxergamos horizontes onde existem muros
E vemos muros em muitos horizontes.

Enxergamos apenas aquilo que queremos ver,
Para o restante viramos a cara, fingimos,
Que não existem...

Mas sempre estarão lá e um dia, mais cedo,
ou mais tarde,
poderemos tropeçar naquilo que não queremos ver...

Gilson Costa