quarta-feira, 11 de abril de 2012

Arquiteto de Castelos de Areias



Especializei-me em arquitetura
Algo intenso que corria em minhas veias
De sonhos etéreos improváveis
Construía meus Castelos de Areias

Quanta simetria, em cada detalhe
Quanto tudo envolvendo o meu nada
Na minha prancheta, vários desenhos
Rascunhos traçados na madrugada

Era gótico, grego ou modernista
Só sei que meu estilo era belo
Perfeição, na minha alma estava cheia

Pensava eu ter mais uma conquista
Fiz com carinho um lindo castelo
Decepção, descobrir que era tudo de areia!

Gilson Costa