quarta-feira, 2 de novembro de 2011

Vem...

Vem falar comigo quando quiseres.
Meu coração está aberto para receber-te estejas como estiveres.
Não cala tua palavra : eu posso ouvir-te.
Não guarda tuas mágoas só para ti: eu posso ajudar-te a superá-las.
Não chora na solidão: eu quero enxugar-te as lágrimas.
Não sufoca os teus sonhos: eu me disponho a ajudar-te a realizá-los.
Não perde tuas esperanças: quem sabe eu tenho a palavra certa para te animar.
Não pensa que tu estás só: sempre estou aí presente em pensamento.
Não te deixes cair em abandono: sempre terei disposição para socorrer-te.
Não dá importância se alguém te rejeita: eu sempre te acolherei.
Não esconde tuas alegrias: dá-me a chance de sorrir contigo.
Não te recolhas, seja no fracasso ou no sucesso:
deixa-me consolar-te ou aplaudir-te.
Não te descuides se estiveres doente: procuremos juntos
a receita material ou deixa-me tentar dar-te o remédio espiritual.
Vem!
Vem falar comigo sempre que quiseres.
Meu coração está aberto para receber-te estejas como estiveres.
VEM !

(Silvia Schmidt)