quinta-feira, 3 de novembro de 2011

Essência de Mulher


(Aurea Charpinel)


Num soneto à mulher, o que eu diria?
Tanto amor cabe em versos tão exatos?
Certamente. Sonetos são extratos
Da mais pura e mais bela poesia...

E quem sabe, por ser tão preciosa
A mulher foi contida pelo homem?
Pouco a pouco os amantes a consomem
Como quem come pétalas de rosa...

Ao voltar às raízes de sua terra
Vai brotando uma rosa pequenina
E a neblina sorri, descendo a serra...

Mais parece um sorriso de menina
E gotinhas de dor ainda encerra
Mas a essência do amor jamais termina...