segunda-feira, 14 de novembro de 2011

Dispa-se pra mim...Sim.

Dispa-se para mim,
Sim...cada peça sua,
quero-te livre e nua...
Mas não quero que tire apenas sua roupa.
não quero no chão, apenas etiquetas
guardadas em suas gavetas
e que em você ganham vida,
quero-te livre e nua...Querida!!!
Dispa-se e seja bem vinda.

Dispa-se sua alma... Tua essência
faça de mim tua ciência
e sem roupa, seja minha convivência.
Dispa-se de todos teus temores
E de todo teu pudor
Dispa-se de todos teus amores
Que te causam somente dor
Dispa-se do medo de se entregar pra mim
Dispa-se, desnude tua vida
Prometo... Não vai ser ruim!!! 
Gilson Costa