domingo, 12 de dezembro de 2010

Seja minha...


Me leve pra sua cama
Se solte, se ofereça
Deixe-me apagar esta chama
Ame-me, se enlouqueça

Farei teu corpo tremer
Do jeito que nunca tremeu
Serei teu homem e teu corpo
Irá implorar o meu

O pudor e a timidez, esqueça
Mergulhe em mim de cabeça
O prazer infinito te ofereço
Me aceite
Que te viro do avesso

De repente a gente muda de posição
Jogo-te na cama de quatro no colchão
Penetro teu corpo e tua alma
Com todo o meu tesão

Minha língua vadia
Vai te fazer contorcer
Minhas mãos safadas
A percorrer teu corpo
Ira te fazer gemer

Meu desejo ereto e exposto
Aproxima-se, te toca o rosto
Você, num gesto involuntário, o leva a boca
Pronta pra sentir o meu gosto
Sacia-se, me sacia, me ama como louca!

Serei seu macho,  você, minha  amada  eleita 
Serei servil, doce capacho, você, fêmea,
Totalmente,...satisfeita!.

Gilson Costa