domingo, 12 de dezembro de 2010

Me ame


Me ame...

Se amas, ama tão somente e nada cobra,
devota teu amor e faça de tudo para ser transparente.
A alma dos apaixonados é visível a olho nú.
Se amas de verdade, ama tão somente e nada peças.

A visão do apaixonado é sempre otimista,
tudo alegra com seu coração, tudo releva.
O que é ruim despreza, o que é bom duplica.
Se amas, ama tão somente aquilo que lhe parece verdade.


Aquele que vive um grande amor,
transborda em elogios, a face fica rosada,
a cabeça fica oscilando,
ora entre as nuvens,
ora entre os humores do mundo.
Se amas, ama tão somente e faça da pessoa amada
um semi-deus.


Encha a casa de flores,
a cara de sorrisos mil,
deixa a alegria fluir,
beijos e abraços apertados,
leia uma poesia em pé e com voz solene,
declare seu amor ao mundo.
Se amas, viva esse amor com intensidade sem fim.


Se amas, ama tão somente a delícia de se amar.
Porque cobrar? chorar? ter medo? desconfiar?
Se me amas, sorri apenas,
não diga nada,
não estrague esse momento único,
apenas, me ame.
Esse é o fim de todo amor:
ser vivido intensamente,
enquanto for amor...