sábado, 11 de dezembro de 2010

as palavras não me pertencem


As palavras não me pertencem,
elas pertencem ao vento,
eu apenas as assopro e
elas seguem o seu destino.
As vezes caem e se perdem
no abismo, outras vezes
encontram aconchego
em um coração vazio.

Hermeto