segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Permita-me, arrepiar-te

Permita-me, arrepiar-te
permita-me fazer sua pele suar
permita-me despertar
teu desejos
permita-me fazer-te
perder os sentidos
permita-me ouvir teus gemidos
permita-me ser devasso
permita-me tudo que faço
permita-me que eu te desfaleça
permita-me e isso não é promessa
permita-me em uma noite inteirinha
permita-me ser pura e simplesmente
minha...
 
gilson costa