segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

Teu corpo

      


Quero mergulhar em tua correnteza
Lavando assim minhas impurezas
Deixando por dentro só beleza
Deste maltratado ser.

Quero banhar-me  em tua profundidade
Afogando minhas saudades
Viver dentro de tua realidade
Para nunca mais me perder.

Quero nadar em tuas águas calmas
Limpar os erros de minha alma
Esquecendo assim o que é o rancor

Quero navegar em teu oceano
Amenizar minhas falhas como ser humano
E viver sem medo teu amor.

Gilson costa