quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

Abraço...


Quando te abraço você parece ser frágil,
Mas quando você me abraça me torna forte.
Na verdade abraçando nossas fragilidades
Em nossos abraços, um cuida do outro...

Gilson Costa

“Abraço tem que ter pegada, jeito, curva. Aperto suave, que pode virar colo. Alento tenso, que pode virar despedida. Abraço é confissão.
Abraço não pode ser rápido senão é empurrão.
Requer cruzamento dos braços e uma demora do rosto no linho.
Abraço é para atravessar o nosso corpo.”
[Carpinejar]