sábado, 20 de agosto de 2011

Sou Lua e Sol, Sou Legião


Sou puro amor que sem pudor me faz feliz.
Amor feroz, amor voraz que toma a alma,
Agita e acalma todo o meu ser.
As minhas marcas são coloridas,
Olho meu peito, vejo você,
Sou Lua e Sol, Sou Legião
Sou puro amor que sem pudor me faz feliz.
Amor feroz, amor voraz que toma a alma,
Agita e acalma todo o meu ser.

Não dilacera, nem fere o corpo
Nem faz sagrar...
Mas causa a dor, dor da vontade
Incontrolável de se entregarUma nova vida a se formar.

São indeléveis, marcas de amor,
Marcas do anseio de te tocar.

Estão vivas sim e estão sangrando.
Eu posso ver e posso ouvirGemidos altos, tem voz de canto
É som de água, em mansidão?

Não são lembranças,
Estão tão vivas, sangrando tanto,
Posso sentir.

Vermelha é a cor da tua essência,
Volúpia ardente.
Sim... eu ouvi nos quatro cantos,
Posso sentir.

Eu posso ver, o nome forte,
Um grito alto a ecoar.
Amor é o nome desta canção
Na ora sexta se faz presente feito oração.
Não é magia, mas tudo é mágico.
Estão vivas sim, eu posso ver,
Posso ouvir, posso sentir.

Não é mais sonho,
A realidade esta surgindo.
Não tem mais dor, nem sofrimento.
Saudade vai se evadindo.
Eu posso ver, eu posso ouvir,
Estou sentindo.

Sou puro amor, que sem pudor me faz feliz.
Sem merecer ouvi teu canto, me seduziu,
Secou meu pranto.
Sou luz, calor, no frio do inverno, sou aquecer.
Juras eternas feitas de amor não vão morrer.
Sou lua e sol, sou legião.
Sou jura eterna, sou puro amor, teu coração.

21/01/2004--17:40

Luciane Macário