domingo, 11 de julho de 2010

Anjo Devasso



Anjo, demonio, menino travesso
te beijo, te viro do avesso
penetro profundo
e dentro e você me arremesso...


Luz, calor, intensa paixão
te cubro, desnudo, te jogo no chão
penetro profundo
e dentro de você sou só explosão...


Não satisfeita você pede mais
tua sede por mim, minha paz
de quatro, de lado, na frente e atrás
me desfaleço em você
e você me refaz


Assim continuamos na cama
apaganda e ascendendo a chama
no peito e nos corpos de quem se ama


Recomeço a me acabar e, você
renasço no nosso prazer
nesse nosso jeito devasso de ser
e quanto mais eu te possuo
mais eu quero te ter...


Negro arcanjo - Gilson Costa